segunda-feira, 25 de maio de 2009

O Egoísmo

Boa noite caros leitores!

Hoje queria descutir com vocês uma coisa um tanto quanto sensível, mas ao mesmo tempo pertinente.

O egoísmo, sim, egoísmo.

Já pensou para parar o tanto que muitas pessoas ao seu redor e as vezes você, meu amigo leitor, está se preocupando muito com sua vida e esquecendo da dos outros?Não?

Eu no meu dia à dia noto o tanto que as pessoas estão tão preocupadas com o que usar na próxima festa, com o que pode acontecer na prova de amanhã, com o trabalho mal feito no serviço e etc.
Essas pessoas que se preocupam demasiadas consigo mesmo acabam ferindo passivamente aos outros ao seu redor, ao só falar delas, de seus problemas, ou de suas vantagens, esquecendo que a pessoa ao seu lado também passa por tudo isso(ou muito pior).

É triste de se ver garotas fúteis saindo de uma loja felizes pois ficaram lá quase duas horas procurando um vestido ideal, que usaram duas vezes(se muito) em suas vidas. Depois no final da estréia do vestido da festa, ficam se queixando porque um sujeito não deu bola para elas, ou que o vestido manchou ou chora por ter bebido demais e querer chamar atenção, falando que sua vida é uma droga.

Enquanto isso tem umas pessoas, de olhares fundos e inseguros, tristes e pedintes, na porta do estabelecimento, pedindo qualquer centavo para comer algo, para ter um pingo de esperança de sobrevivência por miseras horas no dia.

Então meu amiguinho, se quiser valorizar sua vida, suas qualidades e perceber o quão agradecido você deve ser por sua vida, perceba essas pessoas na rua. Ajude-as se possível, tente entender o universo delas.

Se um dia estiver se sentindo mal, recomendo que não leia um livro de auto-ajuda(que hoje é um mercado muito promissor, uma vez que a pessoa ganha dinheiro falando o óbvio, que se ela fosse tão boazinha assim passava de graça a informação), mas leia um livro como Vidas Secas, de Graciliano Ramos. Provavelmente irá abrir seus olhos.

Então, como estão suas vidas agora?

9 comentários:

  1. concordo com você mas isso varia de realidade para realidade quanto mais temos mais queremos sim é egoismo sim enquanto queremos mais e mais existem pessoas que so querem ter um prato de comida e dignidade


    www.carlos-mendes.com/blog

    ResponderExcluir
  2. É amigo...
    em um mundo que é preferível produzir alimento par a animas que só alimentam 20% da população ao invés de com esta mesma produção alimentar todas as pessoas do mundo ( não, não é utopia, é fato )... o que mais poderíamos esperar ?!

    Primeiro dinheiro, depois dinheiro, depois fama, depois... bem depois, e se isso lhe trouxer fama... ajuda aos que precisam.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Até nese lance de comentár o blog alheio, o egoísmo rola. No meu caso, prefiro escrever de verdade, por acreditar na sinceridade; mas o egoísmo está aí, nos comentários como "Legal" Parabéns" "Boa Sorte" etc.
    Boa reflexão, amigo!

    flw

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente com vc!
    Ta todo mundo preocupado com o próprio umbigo pra olhar pro lado!

    Parabens pelo texto!
    (:

    ResponderExcluir
  5. muitas vezes nos temos muito e so demos comtas quando perdemos tudo
    comcordo com vc

    belo post

    http://pensooque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente... é a natureza humana. Confesso que as vezes, me dá nojo. Só perceberão o quanto suas preocupações são fúteis, quando passarem alguma necessidade, de verdade. Belíssimo post!

    ResponderExcluir
  7. Nós seres humanos somos mesquinhos
    esquecemos dos outros, fingimos não ve-los
    somos extremamente egolatras,muitos so ajudam
    os outros para serem reconhecidos não
    pelo simples fato de ajudar.

    ResponderExcluir
  8. sim quase esquecia-me
    visite-me
    www.arthurmelo92.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Sei que tenho um coração
    Mas é difícil de explicar
    De falar de bondade e gratidão
    E estas coisas que ninguém gosta de falar

    Falam de algum lugar
    Mas onde é que está ?
    Onde há virtude e inteligência
    E as pessoas são sensíveis
    E que a luz no coração
    é o que pode me salvar
    Mas não acredito nisso
    Tento mas é só de vez em quando

    Onde está este lugar?
    Onde está essa luz ?
    Se o que vejo é tão triste
    E o que fazemos tão errado ?

    ...


    Talvez devemos nos questionar como fez Renato Russo, onde esta este lugar?
    Estamos amarrados em nossos próprios interesses, opiniões, desejos, nossas necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e pessoas a nossa volta.
    Onde foi parar o altruísmo, palavra essa esquecida ou mal interpretada, que se liga a outro sentimento maligno: hipocrisia.

    Abraços, Viviane Lago.

    ResponderExcluir